Tel: (11) 2533-0830 / (11) 2537-0830

Entre em contato para realizar o seu agendamento.

Artrite reumatoide

 

A artrite reumatoide é uma doença inflamatória crônica autoimune que se caracteriza por acometer, principalmente, a membrana sinovial das articulações periféricas, habitualmente de maneira simétrica, com potencial para levar a deformidades articulares e incapacidade funcional. Além das articulações, também pode apresentar acometimento sistêmico em 10 a 20% dos pacientes, tais como olhos, pulmões, coração, pele e sistema nervoso. Nas articulações, as principais queixas são dor, principalmente ao acordar pela manhã, com sensação de rigidez matinal maior que 30 minutos, associada ou não a calor, rubor e aumento de volume articular. As articulações mais acometidas são as articulações das mãos (punhos, interfalângicas proximais e metacarpofalângicas), articulações dos joelhos, pés, tornozelos e cotovelos. Acomete de 0,5 a 1% da população mundial com uma relação aproximada de 2 a 3 mulheres para cada homem. Pode acometer qualquer faixa etária, sendo mais frequente entre os 30 e 50 anos de idade. Até a década de 50, quando foi descoberto o uso terapêutico dos corticosteroides, poucos tratamentos eram disponíveis.

Atualmente, diversas medicações recentemente disponíveis, inclusive pelo sistema único de saúde (SUS), melhoraram o tratamento e o prognóstico da doença, possibilitando controle adequado da doença e melhora da capacidade funcional e qualidade de vida do paciente. Dentre as classes de medicamentos disponíveis para o tratamento da artrite reumatoide, estão incluídas as Drogas Modificadoras do Curso da Doença (DMCDs) e, mais recentemente, os imunobiológicos, que são drogas que agem em moléculas específicas envolvidas no desenvolvimento e perpetuação das doenças autoimunes.